E a energia?

E a energia?

Países modificam sua matriz energética, sim.

O Brasil modificou seu futuro quando optou por construir usinas hidrelétricas a fio d’água (Belo Monte).

Uma enorme usina apta a operar, integralmente, durante dois meses do ano.

O motivo, sócio-ambiental, correto.

Em tese.

A pretensa proteção à Amazônia e aos silvícolas, ela inexiste.

A Alemanha, durante a gestão do Partido Verde, optou por silenciar suas já silenciosas usinas nucleares.

E corre contra o tempo.

Eólicas, termo-elétricas, todo tipo de energia será bem-vindo. Aqui e acolá.

Teremos apagão no Brasil, na Alemanha?

Difícil dizer, mas o time alemão parece mais coeso, sim.